Saúde masculina: o que é andropausa?

A

Instagram
LinkedIn
YouTube
Título
Categoria: Sem categoria

A andropausa é uma condição que leva muitos homens desinformados aos consultórios de urologia, isso porque há muito tabu em torno do assunto e os pacientes demoram para procurar auxílio médico.

O que é a andropausa?

A andropausa é um processo natural que acomete uma parcela dos homens, em decorrência da queda nos níveis de testosterona no organismo.

Apenas 15% dos homens apresentam sintomas que chegam a incomodar e influenciar negativamente a qualidade de vida. A faixa etária mais atingida é dos 50 aos 60 anos. A probabilidade de desenvolver a condição aumenta com o passar do tempo, subindo para 50% em homens acima dos 80 anos de idade.

Andropausa vs. Menopausa

Ao contrário das mulheres, nem todos os homens enfrentarão os sintomas da falta de hormônios no corpo.

Além disso, na menopausa há uma pausa na produção de estrógeno (hormônio sexual feminino), enquanto nos homens a testosterona não para de ser produzida por completo.

O que ocorre é uma diminuição considerável a partir dos 40 anos.

Sintomas da andropausa

Os sintomas são muito confundidos com estresse causado pelo trabalho ou correria da rotina e demoram a ser reconhecidos como deficiência hormonal.

Há homens com andropausa que apresentam mais sintomas que outros, e alguns são bem característicos, como ondas de calor, sensação de frio, sudorese e palpitações.

Dentre os principais sintomas da andropausa, é possível citar disfunção erétil e perda do desejo sexual (libido). Outros sinais da deficiência hormonal são:

  • Depressão;
  • Queda na libido;
  • Irritabilidade;
  • Fadiga;
  • Alterações de humor;
  • Diminuição da massa magra;
  • Queda de pelos;
  • Alterações de memória.

Ter uma alimentação rica em nutrientes, vitaminas, minerais e proteínas, assim como a prática de exercícios físicos, dormir horas suficientes, controlar o peso, evitar consumo de cigarro e diminuir o álcool são formas de retardar o aparecimento da deficiência de testosterona em homens.

Tratamento para andropausa

O tratamento pode começar com pequenas ações no dia a dia do homem, como incluir proteínas de aves, peixes e carnes magras na alimentação, além de frutas e hortaliças que são ricas em nutrientes, ajudando o paciente a ter uma vida mais saudável.

Para combater os sintomas da andropausa, é aconselhável seguir algumas dicas importantes, evitando que o bem-estar seja afetado pela doença.

  • Diminuir o consumo de carboidratos (doces, pães, massas e arroz branco);
  • Consultar médico urologista com regularidade;
  • Consumir quantidades moderadas de proteínas e dar preferência para as fontes magras (queijos brancos, aves, peixes, castanhas etc.);
  • Aumentar o consumo de vegetais, frutas e hortaliças, que são ricos em antioxidantes e combatem o envelhecimento;
  • Realizar atividades aeróbicas e de musculação, por no mínimo 30 minutos, de 4 a 5 vezes por semana, mas sempre respeitando os limites do corpo.

O que pode causar a andropausa e por que urologia é tão importante

A andropausa pode ter diversas causas. As principais dizem respeito a alterações endócrinas, ou seja, desequilíbrios das glândulas endócrinas, responsáveis pelos níveis de testosterona.

  • Há também causas escrotais, como alterações nos testículos, causadas por atrofias pós-cirúrgicas ou pela administração de medicamentos antiandrogênicos.
  • O envelhecimento é um dos principais fatores, como já foi dito, já que com o passar dos anos o corpo entra em um processo natural de diminuir a produção de hormônios, fazendo com que algumas funções orgânicas tenham seu desempenho prejudicado.
  • A queda hormonal ocorre gradualmente, por isso o homem demora para perceber que algo não está certo.
  • Homens com depressão podem apresentar andropausa.

Por isso, é tão importante consultar médico especializado em urologia. Apenas o especialista saberá fazer o diagnóstico correto e indicar o melhor tratamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu