Osteoporose: como se prevenir?

A

Instagram
LinkedIn
YouTube
Título
Categoria: Sem categoria

Saiba mais sobre a osteoporose, como a doença age e quais as melhores formas de se prevenir. Veja também como a ortopedia é fundamental na prevenção e no tratamento da condição.

A osteoporose nada mais é que a perda de massa óssea. Isso significa que o osso tende a diminuir sua densidade devido a determinados fatores, o que faz com que se torne mais frágil e suscetível a fraturas.

Ainda que a perda óssea seja um processo natural do corpo humano, principalmente após os 40 anos de idade, é preocupante em determinados casos e deve ser avaliada com frequência pelo médico ortopedista.

Como se prevenir contra a osteoporose:

Tenha uma boa alimentação

A principal e melhor maneira de se prevenir contra a doença é por meio da alimentação. É preciso consumir alimentos que são fontes de minerais, cálcio e vitamina D. Dentre os principais alimentos para prevenir e combater a doença é possível citar:

  • Peixes gordurosos, que são ricos em proteínas, cálcio, vitamina D e magnésio. Exemplo: o salmão; o Laticínios, que são fontes mais conhecidas de cálcio, fósforo e proteínas. Exemplo: leite e derivados; o Óleo de fígado, que é uma excelente fonte de vitamina D;
  • Leguminosas, que contêm ferro, magnésio e proteínas. Exemplo: grão de bico, lentilha e feijão;
  • Verduras verdes, ricas em magnésio e cálcio, fontes mais saudáveis desses elementos. Exemplo: couve, brócolis, agrião e repolho;
  • Cogumelos, que são excelentes fontes de vitamina D. Exemplo: shimeji, shitake, cogumelo paris.

Praticar atividades físicas regularmente

As atividades físicas mais intensas, como corrida ou pedalada, são muito importantes para a saúde óssea.

Graças ao impacto da atividade e à força gravitacional, os exercícios causam um atrito entre os músculos e os ossos, levando o organismo a aumentar a massa do esqueleto para que ele possa resistir ao impacto gerado. Além disso, os exercícios otimizam a absorção de cálcio pelo corpo.

Realizar exame de densitometria óssea

Esse exame, que mede a densidade dos ossos, é capaz de avaliar se o esqueleto está fragilizado ou poroso. A densitometria óssea (DMO) é utilizada para diagnóstico e acompanhamento de osteoporose.

A recomendação é que homens e mulheres, ao alcançarem a terceira idade, realizem o exame anualmente. Pessoas mais jovens são orientadas a realizar a DMO caso apresentem fatores de risco, tais como tabagismo, baixo índice de massa corpórea ou consumo excessivo de álcool.

Tratar outras doenças que possam ameaçar os ossos

Algumas doenças afetam diretamente a perda óssea, acelerando esse processo que deveria ser gradual. Entre elas, é possível citar o hipertireoidismo, o hipotireoidismo e as moléstias reumáticas (como a artrite), que dificultam a absorção de cálcio pelo organismo.

Toda condição que influencie negativamente no equilíbrio hormonal pode favorecer o aparecimento de osteoporose, e, assim, deve ser tratada o quanto antes.

Garantir a dose diária de Vitamina D

A vitamina D é responsável por garantir a absorção de cálcio pelo organismo e, consequentemente, pela prevenção da osteoporose.

A vitamina pode ser obtida por meio de exposição solar, alimentos e suplementação. A dose diária sugerida para ingestão é de 400 a 800 UI para pessoas com menos de 50 anos, e entre 800 a 1.000 UI para quem já passou dessa idade.

Tenha acompanhamento com profissionais de ortopedia

O Hospital Santa Cruz está preparado com o melhor time de profissionais especializados em ortopedia para acompanhar de perto cada caso, específica e individualmente, sabendo como proceder para tratar e evitar o desenvolvimento de osteoporose.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu