Os principais cuidados com a saúde óssea estando na terceira idade

Os principais cuidados com a saúde óssea estando na terceira idade
Categoria: Sem categoria

Um dos segredos da boa saúde, em qualquer idade, é o cuidado. A experiência sempre nos mostrou que a prevenção é uma decisão mais sábia e mais econômica do que tratar um mal que poderia ser evitado ou minimizado.

O envelhecimento é um processo natural. Aceitar que passaremos por esse processo nos dá a vantagem de poder antecipar suas consequências e tomar decisões sobre como nos cuidar para ter uma vida com mais qualidade dentro das condições da fase de vida que estamos experimentando.

Um cuidado maior com os ossos pode ser crucial no decorrer da vida

Após os 50 anos de idade, a mobilidade é uma das capacidades mais sensivelmente afetadas. Em parte, pela diminuição da força muscular, mas também pela fragilidade dos ossos que, a partir dessa fase, passa a ser uma preocupação.

A maior parte das fraturas em pessoas com mais de 50 anos decorre da osteoporose. Sobre essa condição, é importante frisar que males como o sedentarismo, o consumo de bebidas alcoólicas, o fumo e uma alimentação pouco balanceada podem contribuir para o desenvolvimento precoce da osteoporose.

A principal característica da osteoporose é a diminuição da massa óssea, fazendo com que os ossos se tornem mais aerados e frágeis. Como consequência, aumenta o risco de fraturas. Especialmente porque, de forma geral, a doença não gera sintomas que podem ser percebidos com facilidade. A osteoporose é diagnosticada, na grande maioria das vezes, quando ocorre uma fratura.

Como não há um tratamento eficaz para reverter os efeitos da osteoporose, os pacientes são tratados visando a diminuição dos riscos de fraturas e a prevenção do desenvolvimento de outras doenças, proporcionando uma melhor qualidade de vida.

Recomendações importantes ao lidar com osteoporose

Alguns cuidados são essenciais para a preservação da saúde de pacientes com osteoporose.

  • Cuide da alimentação: uma boa alimentação é fundamental para manter a boa saúde, e, para o paciente com osteoporose, doses extras de cálcio se mostrarão muito importantes para fortalecer os ossos.
  • Atividades físicas: pode até parecer um mantra, mas a prática regular de uma atividade física adequada ao caso prático, como dança ou natação, pode ajudar muito na saúde dos ossos, além de melhorar o equilíbrio do corpo e aumentar a percepção espacial.
  • Excesso de peso: outra razão para a prática de esportes é manter o peso do corpo dentro do ideal. Sobrepeso e obesidade aumentam o risco de quedas, que fragilizam os ossos já enfraquecidos.
  • Luz solar: a exposição à luz solar ajuda na produção de vitamina D, e isso contribuirá para desacelerar o avanço da doença. Uma observação importante sobre esse quesito: nada de exageros e não esqueça o protetor solar.
  • Fumo e bebidas alcoólicas: evite bebidas alcoólicas e o fumo, tanto por contribuírem para o desgaste dos ossos, quanto por serem responsáveis por fragilizar outras partes do organismo, provocando tonturas que aumentam o risco de queda.
  • Mudança de mentalidade: é importante reconhecer que o céu não é mais o limite. Assim, é essencial tomar decisões como: buscar acompanhamento e orientação de um médico especializado em ortopedia; adaptar os ambientes para diminuir os riscos de queda ou pancada nos membros inferiores; utilizar apoio para abaixar ou levantar; e adotar o apoio de uma bonita bengala, se o ortopedista recomendar. Tudo para preservar a boa saúde e justificar uma vida melhor por muito mais tempo.

Procure outras informações sobre a saúde na terceira idade e ortopedia na página do Hospital Santa Cruz. O blog é moderno e atual, com temas muito relevantes sobre saúde e bem-estar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu