Nervo ciático: se aprofundando no assunto

Categoria: Sem categoria

A dor no nervo ciático (ou ciatalgia) é uma condição considerada mais como um sintoma do que uma doença.

A famosa “dor ciática” é uma consequência da inflamação, compressão ou irritação das raízes nervosas que saem da medula espinhal e formam o nervo ciático (que dá origem ao nome da dor), começando nas últimas vértebras lombar.

Qual a origem da dor do nervo ciático?

O nervo ciático é o maior nervo do corpo. Ele começa da face posterior do quadril, passa pela parte de trás da coxa, do joelho e da perna até chegar ao dedo maior do pé. Sua principal função é garantir a inervação motora, sensitiva e das articulações das pernas.

O dano ciático, responsável pela dor, pode ter inúmeras causas, ocorrendo no espaço entre as vértebras em que passa a medula espinhal (ou no forame intervertebral), ou em qualquer ponto do percurso, uma vez que passa por vários músculos e tendões.

Principais causas da dor no nervo ciático

A dor ciática pode ter muitas causas, geralmente derivada de uma compressão do nervo ciático, que pode vir de traumas, hérnia de disco, síndrome do músculo piriforme, tumores, estenose da coluna lombar, deslizamento de vértebras por conta de fraturas por pressão, entre outros.

Como é feito o diagnóstico da dor ciática

Assim que surgem os primeiros sintomas, é fundamental procurar médico especializado em ortopedia para realizar as análises clínicas e os exames de raio-X, ressonância magnética e o que mais for preciso, de acordo com a necessidade do caso.  Só assim é possível ter certeza se há alteração na região da coluna.

O tratamento para a dor ciática pode ser feito de forma medicamentosa, com administração de anti-inflamatórios, relaxantes musculares, injeção de corticoide, assim como com exercícios de alongamento e fortalecimento, massagem e compressas quentes no local, acupuntura entre outras.

Diagnóstico é fundamental para encontrar o melhor tratamento pela ortopedia

Geralmente, o diagnóstico é feito levando mais em consideração o relato do paciente, já que a dor no nervo ciático é muito característica e singular dessa condição.

A partir do diagnóstico precoce, é possível encontrar o melhor tratamento para lidar com a dor, mas para isso é preciso descobrir qual nervo está sendo machucado.

Identificar a causa da dor é fundamental para que o médico saiba qual caminho traçar, ou seja, o tratamento dependerá de cada caso.

Tratamento adequado e prevenção dependem de acompanhamento com especialista em ortopedia.

Com o tratamento adequado, personalizado e considerando as especificidades do caso, a dor tende a diminuir muito, ou até desaparecer, em 15 dias. Para isso, é fundamental procurar médico especialista em ortopedia.

Há quem demora para procurar o médico por acreditar que a dor se atenuará sozinha, porém ninguém deve esperar a dor piorar. Aos primeiros sinais de problema, é necessário procurar um ortopedista.

Diagnósticos diferenciais com outras doenças que acometem o nervo são de suma importância.

A prevenção também tem papel fundamental para evitar a dor ciática. Com algumas medidas simples, como controle de peso, medidas ergonômicas no seu dia a dia, prática de exercícios físicos, alongamento e fortalecimento da musculatura da região lombar, é possível evitar problemas com o nervo ciático, se mantendo longe das dores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu