O uso da toxina botulínica pode ajudar pacientes de forma terapêutica

A toxina botulínica, mais conhecida pela marca “Botox®”, há mais de 20 anos é indicada para tratamentos no meio clínico que antecede o resultado ou a finalidade estética do produto. A prática que ainda é pouco difundida no âmbito terapêutico pode ser aplicada em diversas áreas para amenizar sintomas ou seqüelas de doenças relacionadas à rigidez muscular que se manifestam com o tempo, como estrabismo, AVC, espasmos hemifaciais e até hiperidrose, suor excessivo em regiões do corpo.

De acordo com o médico Cristiano Milani, especialista do Centro de Bloqueio Neuromuscular do Hospital Santa Cruz, os benefícios são diversos como a melhora das atividades funcionais, diminuição de dores, melhora da higiene e redução do risco de infecções, devido o relaxamento muscular nas regiões aplicadas que em média de três a quatro meses, deve então ser feita uma nova aplicação.

A substância pode ser utilizada até mesmo em crianças que apresentam seqüelas de Paralisia Cerebral a partir de um ano de idade, levando em consideração o peso para calcular e ajustar as doses do produto.

O Dr. Cristiano Milani é Neurologista e especialista no Serviço de Bloqueio Neuromuscular do Hospital Santa Cruz e Coordenador do Departamento Científico de Atenção Neurológica e Neurorreabilitação da Academia Brasileira de Neurologia.

https://hospitalsantacruz.com.br – (11) 5080-2002.

Menu