Médicos de Tsukuba apresentaram inovações durante o III Simpósio de Cooperação Científica Brasil-Japão realizado em parceria com o Hospital Santa Cruz

No último dia 11 de janeiro, especialistas do Hospital da Universidade de Tsukuba, das áreas de Oftalmologia e Gastroenterologia, puderam trocar experiências com profissionais brasileiros durante o evento

Cerca de 160 especialistas da área da saúde compareceram ao III Simpósio de Cooperação Científica Brasil-Japão, realizado no último dia 11 de janeiro no Hospital Santa Cruz (HSC), com a participação de peritos médicos do Hospital da Universidade de Tsukuba (HUT), que teve como temas centrais Oftalmologia e Gastroenterologia.

A abertura do simpósio foi realizada pelo Cônsul Geral do Japão em São Paulo, o Exmo. Sr. Yasushi Noguchi, que destacou o papel do Hospital Santa Cruz como um importante elo de cooperação entre os dois países, contribuindo para o aprimoramento médico científico. Na sequência, o presidente do Hospital Santa Cruz, Renato Ishikawa, agradeceu aos presentes e ao Governo Japonês, reforçando a relevância do evento, uma vez que ao longo de 2018 serão comemorados os 110 anos da imigração japonesa no Brasil. “Simpósios como estes permitem que o Hospital Santa Cruz alcance seu objetivo maior, que é ser um centro de referência no campo da medicina e saúde, apresentando para o Brasil as inovações científicas e o estágio avançado em que se encontra o Japão, apontado como um dos principais polos no desenvolvimento da medicina e da pesquisa científica no mundo, além da tecnologia em equipamentos médico hospitalares”, afirmou.

O Prof. Dr. PhD. Minoru Akiyama, Chefe do Centro Médico Internacional do HUT, abriu a rodada de palestras e destacou a importância da difusão das pesquisas médicas desenvolvidas na Universidade de Tsukuba e da JICA – Agência de Cooperação Internacional do Japão. Além disso, falou sobre a atuação do HUT em diversos países ao redor do mundo e intensificou a parceria com o Hospital Santa Cruz, como sendo essencial para este intercâmbio de experiências.

Na área de Oftalmologia, os médicos especialistas do Japão, Dr. Fumiki Okamoto, Chefe do Setor de Retina do HUT eu o Dr. PhD. Sujin Hoshi, professor assistente do Hospital, abordaram a temática ‘Panorama de atuação no Japão em Oftalmologia nas áreas de plástica ocular e cirurgia de retina’. Dr. Okamoto pôde trocar experiência com os presentes sobre as cirurgias vitreorretinianas e compartilhou as inovações no âmbito de componentes de vítreo artificial. Ele explicou sobre as diferentes características da metamorfose epiretinal nos pacientes e as técnicas avançadas no âmbito das cirurgias de retina.

O Dr. Hoshi apresentou uma metodologia pioneira já utilizada na prática japonesa em casos de obstrução das vias lacrimais por meio de endoscópio para diagnóstico e tratamento. “O uso do endoscópio serve tanto para diagnóstico quanto para tratamento em casos específicos de obstrução das vias lacrimais. Esta técnica é bem mais assertiva porque identifica especificamente onde está a obstrução, tornando-se menos invasiva. Espero que o Brasil possa vir adotar este procedimento no futuro”, assinalou Hoshi.

Para Dra. Tatiana Tanaka, coordenadora do simpósio da área de oftalmologia e diretora do Santa Cruz Eye Institute – Oftalmologia do Hospital Santa Cruz, foi um evento muito rico em informações. “Sem dúvida as experiências transmitidas pelos especialistas japoneses abrem novas perspectivas aos médicos brasileiros, principalmente a respeito de novas técnicas para o tratamento oftalmológico em todo o país”, declarou.

Coordenadas pelo Dr. Luis Maruta, Chefe do setor de Endoscopia do HSC, as palestras sobre a área de gastroenterologia, realizadas pelos médicos Prof. Dr. PhD. Yuji Mizokami, Diretor da Divisão do Centro Endoscópico do HUT, e o Dr. PhD. Toshiaki Narasaka, Vice-diretor da Divisão do Centro Endoscópico do HUT, abordaram o ‘Estado atual do diagnóstico e tratamento do câncer gastrointestinal no Japão’ enriquecendo a segunda parte do Simpósio.

Dr. Narasaka falou sobre o diagnóstico e o tratamento dos cânceres precoces de esôfago e explicou sobre a precisão diagnóstica do câncer colorretal. Enquanto Dr. Mizokami abordou a evolução da endoscopia transnasal, sem a necessidade de anestesia, já utilizada nos procedimentos japoneses. Menos invasivo, o método via nasal pode ajudar no dignóstico precoce do câncer e muitas vezes até no tratamento. Ele ainda chamou a atenção para a bactéria H. Pylori como a principal incidência de câncer de estômago no Japão. “95% dos cânceres da população japonesa são referentes à incidência da bactéria H. Pylori e acima dos 60 anos é mais latente. As demais lesões são derivadas de excesso de acidez”, explicou o especialista.

Segundo Dr. Maruta, como referência na área gástrica, o Hospital Santa Cruz tem uma constante preocupação em proporcionar atualização médica para toda a equipe. “Sem dúvida a troca de conhecimento entre os médicos presentes foi muito proveitosa. Muitos procedimentos são diferenciados e os casos apresentados durante o evento podem abrir novos horizontes e fontes de pesquisa no Brasil. Tenho certeza que o simpósio trouxe muitas informações técnicas relevantes, principalmente, no que diz respeito à prevenção e o tratamento dos cânceres no estômago, colorretal e de esôfago”, declarou.

A primeira edição do Simpósio de Cooperação Científica Brasil-Japão foi realizada em 2016 em parceria com a Universidade de Osaka. A segunda aconteceu em 2017 em conjunto com a Universidade de Tsukuba e a Faculdade de Medicina da USP – FMUSP. Agora nesta terceira, intensifica-se o compromisso que o Hospital Santa Cruz tem em promover a disseminação de conhecimento e contribuir com o desenvolvimento do serviço de saúde no país. Além dos simpósios, o HSC também firmou um acordo com a Universidade de Tsukuba para intercâmbios médicos em diversas áreas, trazendo avanços significativos para a medicina e melhorando a qualidade de atendimento à população.

Minicurrículo dos profissionais que participaram do Simpósio:

Minoru Akiyama
M.D. PhD e Chefe do Escritório de Promoção do Intercâmbio Internacional da Universidade de Tsukuba – Japão

Chefe do Centro Médico Internacional do Hospital da Universidade de Tsukuba, o professor Minoru Akiyama é PhD pela Japan Surgical Society e médico certificado da Sociedade Japonesa de Cirurgia Gastroenterológica.

Fumiki Okamoto
M.D. e Chefe do setor de Retina – HUT

Graduado em medicina é chefe do setor de retina no Departamento de Oftalmologia do Hospital da Universidade de Tsukuba, com publicações científicas de renome na Nature Biomedical Engineering e Invest Ophthalmol Vis Sci, além de ter participado ativamente em conferências e seminários da Sociedade Japonesa de Oftalmologia, Sociedade Japonesa de Cirurgia Oftálmica, Associação de Pesquisa em Visão e Oftalmologia, Sociedade Japonesa de Catarata e Cirurgia Refrativa, entre outras instituições.

Sujin Hoshi
M.D. PhD e Professor assistente do Hospital – HUT

PhD pela Escola de Ciências Humanas Compreensivas da Universidade de Tsukuba, atuou como pesquisador sobre o sistema de passagem e corpo vítreo lacrimal, participou de importantes conferências da Sociedade Japonesa de Oftalmologia, da Associação de Pesquisa em Visão e Oftalmologia, além da Sociedade Japonesa de Retina e Vítreo. Atualmente é Professor assistente do Departamento de Oftalmologia da Faculdade de Oftalmologia na Universidade de Tsukuba.

Yuji Mizokami
M.D. PhD e Diretor da Divisão do Centro Endoscópico – HUT

Professor do Hospital da Universidade de Tsukuba e também diretor de Prática Médica Óptica, Yuji Mizokami leciona ainda na Faculdade de Medicina de Hyogo, é Membro do Comitê de Pesquisa de Monitoramento Gastrointestinal, Conselheiro do portal japonês Portrait Pressure Society Association, além de Instrutor da Sociedade de Endoscopia Gastrointestinal do Japão.

Toshiaki Narasaka
M.D. PhD e Vice-diretor da Divisão do Centro Endoscópico – HUT

Membro da Sociedade de Endoscopia Gastroenterológica e médico certificado pela Sociedade de Medicina do Japão, atualmente é Vice-diretor da Divisão do Centro Endoscópico e Professor assistente do Departamento de Gastroenterologia da Universidade de Tsukuba. Tem seu PhD em Medicina pela Universidade de Tokyo, onde cursou ainda Medicina Diagnóstica e fez parte da equipe de Gastroenterologia do Kasumigaura Hospital Tokyo Medical University.

Sobre o Hospital da Universidade de Tsukuba

O Hospital da Universidade de Tsukuba (HUT), fundado em 1973, é um dos hospitais-universidade mais tradicionais do Japão. Está localizado na cidade homônima, na província de Ibaraki. Aberta à comunidade, a Instituição fornece atendimento médico de alto padrão e sua missão está voltada à educação e pesquisa de técnicas inovadoras de diagnóstico, tratamento de doenças e terapias de câncer. O objetivo é oferecer o que há de mais moderno e inovador na área da saúde.

Entre os departamentos do HUT, destacam-se o de Gastroenterologia, que atende pacientes com doenças do trato gastrointestinal e oferece uma terapia inovadora para o tratamento de patologias inflamatórias e infecciosas em órgãos digestivos associados a anormalidades imunes, tumores malignos, incluindo câncer, e o de Oftalmologia, capacitado com equipamentos de alta tecnologia, responsáveis pelo trato ocular em todas as instâncias. Desde 2015, a Universidade de Tsukuba estabeleceu seu escritório na Universidade de São Paulo (USP), visando o encorajamento da cooperação entre Japão e os países da América do Sul e Central como parte de sua estratégia global.

Sobre o Hospital Santa Cruz

Fundado para auxiliar os imigrantes japoneses e com o compromisso de oferecer um atendimento médico hospitalar de excelência no Brasil, foi inaugurado em 1939 e desde então esteve sempre dedicado em proporcionar uma vida melhor e mais saudável à população. Atualmente, o Hospital Santa Cruz é referência em ortopedia, neurologia, cardiologia, urologia e oftalmologia. É reconhecido também pela tecnologia de ponta em tratamentos, ações de responsabilidade social e sustentabilidade, atividades de ensino e pesquisa, além do atendimento humanizado com profissionais habilitados em língua japonesa.

Realiza mais de 1 milhão de atendimentos ao ano, com atuação integrada e multidisciplinar, tendo 46 especialidades, ambulatório, pronto atendimento e dois centros cirúrgicos, um geral e outro oftalmológico, capacitados para executar operações de alta complexidade. Dispõe de 141 leitos distribuídos em apartamentos e enfermarias e conta com 10 leitos de UTI geral, 10 de UTI neurológica e 10 na unidade coronariana. Possui ainda uma unidade específica para o transplante de medula óssea com modernas instalações na área de hemodinâmica e serviços diagnósticos de análises clínicas e de imagem para realizar exames com precisão, segurança e agilidade.

Site: www.hospitalsantacruz.com.br
Facebook: https://www.facebook.com/santacruzhosp
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/hospital-santa-cruz
Twitter: https://twitter.com/santacruzhosp
Instagram: https://www.instagram.com/santacruzhosp

Mais informações para a imprensa
A4&Holofote Comunicação (11) 3897-4122
Douglas Danyi – douglasdanyi@a4eholofote.com.br
ReginaDiniz – reginadiniz@a4eholofote.com.br
Priscilla Tavollassi – priscillatavollassi@a4eholofote.com.br
Paulo Figueiredo – paulofigueiredo@a4eholofote.com.br

Menu