Evite problemas respiratórios eliminando da casa focos de poeira, pelos e fungos

A falta de manutenção do ar condicionado, a poeira acumulada em bichos de pelúcia, tapetes e em cortinas são alguns dos sintomas de uma “casa doente”. Este termo foi criado quando casas e edifícios antigos deixavam as pessoas muito expostas ao pó por causa dos velhos carpetes e dos tubos suspensos de ar condicionado.

O médico otorrinolaringologista Daniel Okada do Hospital Santa Cruz pode explicar quais as estratégias para combater as doenças causadas pela casa doente, como bronquite, rinite, sinusite ou outra alergia respiratória que são desencadeadas pela presença de ácaros e poeira, fungos e pelos de animais.

Para “curar a casa”, recomenda-se substituir a forração de carpete, que acumula muita poeira dificultando a limpeza, por piso cerâmico ou madeira. Os tapetes mais indicados são os pequenos e com pelos baixinhos, mais fáceis de limpar e lavar e em caso de infiltrações nas paredes ou teto que geram mofo e fungos, sempre procurar um profissional especializado.

As principais providências são lavar os brinquedos das crianças pelo menos uma vez por semana, as cortinas uma vez por mês e o ar condicionado uma vez por ano, o que reduz a exposição de “armadilhas” dentro de casa.

O médico Daniel Okada é otorrinolaringologista do Hospital Santa Cruz, especialista pela Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-facial (ABORLCCF) e professor da Universidade Cidade de São Paulo (Unicid).

Central de agendamento: (11)5080-2002. https://hospitalsantacruz.com.br

Menu