Glaucoma é a segunda principal causa de cegueira no mundo: saiba mais

Categoria: Sem categoria

Saiba o que é glaucoma, qual a gravidade da doença e como é feito o tratamento. Veja também como a oftalmologia tem combatido a condição.

Segundo dados do Conselho Brasileiro de Oftalmologia, há cerca de 1,2 milhão de brasileiros cegos e as principais causas de cegueira no mundo são catarata, glaucoma, diabetes e degeneração macular relacionada à idade (DMRI).

O que é glaucoma?

Glaucoma é uma doença do nervo óptico caracterizada pela perda de células e fibras nervosas que são responsáveis pela nossa visão, e pode estar associado ao aumento da pressão interna do olho. A doença é silenciosa e costuma dar os primeiros sinais quando já está bem avançada, o que dificulta o tratamento e o combate ao processo de perda visual e cegueira.

A prevenção é o melhor remédio

O glaucoma é uma doença que leva à perda progressiva das fibras do nervo óptico e, consequentemente, à perda de campo visual, que ocorre de maneira lenta. Portanto, os sintomas só costumam ser percebidos na fase mais avançada da doença.

De acordo com a Dra. Roberta Andrade e Nascimento, médica oftalmologista do Hospital Santa Cruz, “por isso (pelos sintomas silenciosos) a prevenção se torna o fator mais importante no tratamento. As visitas frequentes ao oftalmologista, pelo menos uma vez ao ano, devem ser feitas por todas as pessoas a partir dos 40 anos, já que, a partir dessa idade, o glaucoma é mais comum, e os exames devem incluir a medição da pressão intraocular e o exame de fundo de olho”.

Glaucoma vs. catarata: principais diferenças

A catarata é a doença que mais causa cegueira no mundo, porém, ela é tratável cirurgicamente e a visão pode ser recuperada em qualquer estágio. Já o glaucoma, segunda maior causa de cegueira no mundo e principal causa de cegueira irreversível, não tem cura, mas pode ser prevenido se for diagnosticado e tratado precocemente.

Tratamento para glaucoma

De acordo com a Dra. Roberta, cerca de 80% dos casos de cegueira poderiam ser evitados, pois resultam de causas previsíveis ou tratáveis. “O cuidado constante com a saúde ocular deve ser posto em prática desde a infância, mas os pacientes adultos e idosos, em especial os diabéticos, precisam estar sempre alertas e realizar acompanhamentos para prevenir doenças oculares”.

O glaucoma é uma doença progressiva e não tem cura. O principal objetivo do tratamento, independente de qual seja, é estabilizar o quadro, o que não traz a visão do paciente de volta, porém pode evitar a progressão da condição. Por isso, até mesmo os casos avançados, quando já há grande perda de visão, precisam ser tratados de maneira regular.

O tratamento é realizado por meio de procedimentos clínicos, (uso de colírios diariamente para abaixar a pressão intraocular), laser, cirurgias ou uma combinação de procedimentos.

O papel da oftalmologia na cura do glaucoma

Ter acompanhamento de profissional de oftalmologia é fundamental para estabilizar o quadro da doença e impedir que a perda de visão se agrave.

O Hospital Santa Cruz (SP) tem como filosofia oferecer tratamentos preventivos para promover a saúde e o bem-estar da população, além de alertar sobre os cuidados para prevenir a cegueira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu