Fundação Kunito Miyasaka faz doação ao Hospital Santa Cruz

Categoria: Sem categoria

Com a doação de R$ 120 mil da FKM – Fundação Kunito Miyasaka, o Hospital Santa Cruz adquiriu 2 mesas cirúrgicas para procedimentos gerais e 10 macas cirúrgicas para transporte de pacientes. Já em utilização no hospital, as macas complementam o conjunto de equipamentos da instituição, que dispõe de 4 salas para cirurgias oftalmológicas, 8 salas de cirurgia geral, 159 leitos, sendo 30 leitos de UTI (geral, neurológica e coronariana).

“Nas pessoas do presidente Roberto Nishio e do presidente do conselho curador Marcelo Muriel, agradecemos imensamente à Fundação Kunito Miyasaka que, com essa iniciativa, dá um grande exemplo para que outras instituições considerem e incluam o Hospital Santa Cruz nos seus programas de doação para entidades beneficentes”, afirmou Renato Ishikawa, presidente do Hospital Santa Cruz. Ele informou, ainda, que sua administração tem como uma das metas renovar e reestruturar o parque de equipamentos do hospital, para proporcionar mais segurança e conforto ao médico e paciente, para aprimorar ainda mais o atendimento e os serviços prestados.

A entrega simbólica das macas ocorreu dia 13 de novembro e segundo a avaliação do presidente da FKM, Roberto Nishio, o ato reveste-se de importância ao registrar o comprometimento do Hospital com a destinação das verbas recebidas em doação, e abre caminho para que outras organizações se engajem no movimento de reestruturação e modernização do Santa Cruz, que é a única instituição de cooperação nipo-brasileira, fundada antes da II Guerra, em operação.

A FKM – Fundação Kunito Miyasaka, estatutariamente, tem a finalidade de prestar apoio financeiro, visando promover assistência de caráter humanitário, educacional, esportivo e cultural às pessoas físicas e jurídicas, consideradas benemerentes, da comunidade nipo-brasileira.

Kunito Miyasaka, japonês nascido em 1889, na província de Nagano, é um nome importante na história da imigração japonesa no Brasil e na América do Sul. Inicialmente, entre 1913 e 1919, foi ao Peru e ao Chile para representar uma empresa japonesa de imigração, onde pôde auxiliar muitas pessoas. Chegou ao Brasil em 1931 para administrar as colônias de Aliança, Bastos, Tietê (atual Pereira Barreto) no Estado de São Paulo e Três Barras (atual Assai, no norte do Paraná) e dedicou-se quase 50 anos de sua vida em solo brasileiro, a atividades para ajudar os imigrantes japoneses e seus descendentes aqui radicados. Fundou o Banco América do Sul junto com o Sr. Carlos Yoshiyuki Kato no ano de 1940. Em 1951, instituiu a Cia. Produtores de Armazéns Gerais para financiar produtores de café e, em 1959 inaugurou a Companhia de Seguros América do Sul. Miyasaka também foi presidente da Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social. Morreu aos 88 anos, no dia 21 de março de 1977.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu