Como ocorre uma lesão muscular?

A

Instagram
LinkedIn
YouTube
Título
Como ocorre uma lesão Muscular
Categoria: Sem categoria

A lesão muscular não é um privilégio dos atletas. Todo mundo está sujeito a situações que podem lesionar um músculo. As lesões musculares mais comuns são provocadas por traumas: a laceração, a contusão e o estiramento. Vamos ver esses tipos de lesões.

A lesão muscular por laceração

Dos três tipos, essa é a mais incomum. Como o próprio nome sugere, o trauma precisa ser muito violento para lacerar ou romper o tecido muscular. Invariavelmente, são lesões graves, de difícil tratamento e recuperação muito demorada, por isso a consulta e a atuação do profissional em ortopedia é fundamental.

A lesão muscular por contusão

Esse tipo de lesão, sim, tem grande ligação com as atividades esportivas, sobretudo quando se fala em esportes de contato, como as artes marciais, corrida e o futebol.

A contusão muscular ocorre de um trauma direto contra o músculo sem que haja o seu rompimento. Ainda assim, sendo classificada como lesão aguda. Normalmente, é caracterizada por uma forte dor localizada e edema.

Nos casos mais graves, pode haver infiltração de sangue entre os tecidos circundantes, ocasionando uma equimose, e podendo levar a uma síndrome compartimental, que é o aumento da pressão na região contundida, gerando a queda na perfusão sanguínea no musculo, causando muita dor e enrijecimento da região.

Quando a contusão chega nesse estado gravíssimo, os tratamentos mais comuns, como pomadas e compressas, não têm eficácia, podendo exigir algum procedimento cirúrgico. A presença do médico ortopedista nesse caso e torna crucial para a avaliação do quadro do paciente, além do acompanhamento para a operação.

A lesão muscular por estiramento

O estiramento é um tipo de lesão muscular indireta, pois não ocorre em razão de uma força gerada diretamente contra o músculo, mas pelo alongamento das fibras musculares além dos limites normais. Normalmente, resulta de um esforço brusco, ou negligente, no caso de atletas.

É a lesão muscular mais comum e, como outros tipos de lesão, a complexidade do tratamento e o tempo de recuperação dependerá da gravidade do estiramento.

A gravidade do estiramento muscular é medida pela extensão das fibras lesionadas. Um estiramento em uma área de poucas fibras de músculos caracteriza-se por uma dor localizada e, em pouco tempo, será sentida apenas em razão de movimentação. Nesse nível lesivo, os danos estruturais são pequenos, a recuperação é rápida e o edema, se houver, não será aparente.

Em casos de gravidade mediana, a dor é mais demorada e mais espalhada, provocada por um processo inflamatório no local e uma hemorragia moderada. Esses sintomas resultam na limitação temporária da função muscular. É um caso de recuperação mais lenta e que exige o repouso de tarefas que exercitem a musculatura em questão.

Os casos graves de estiramento chegam a algum nível de laceração do músculo, resultando em forte limitação da função motora. É possível afirmar que as dores são de intensidade média a alta, exigindo o uso de analgésicos. Edema e equimose visíveis e hemorragia volumosa caracterizam esse grau de estiramento muscular, além de, possivelmente, trazer a relevo o volume da lesão muscular.

De forma geral, as lesões musculares são tratadas com anti-inflamatórios e analgésicos, e a recuperação prescinde de fisioterapia na maioria dos casos. Na ocorrência de algum tipo lesão à musculatura, é essencial procurar um médico especializado em ortopedia para que se faça um exame físico do local lesionado a fim de que se possa verificar o tipo e dimensionar a gravidade da lesão com o fim de indicar o tratamento aplicável ao caso.

Outras temáticas como essa, envolvendo saúde, ortopedia e qualidade de vida, são disponibilizadas regularmente no blog do Hospital Santa Cruz. Aproveite. Informe-se!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu