Bico de papagaio: entenda como pode afetar sua vida

Categoria: Sem categoria

Saiba o que é bico de papagaio, como se desenvolve no organismo e qual o papel da ortopedia no tratamento dessa doença.

A osteofitose, doença popularmente conhecida por “bico de papagaio”, se desenvolve por meio de um crescimento anormal do osteófito, uma pequena saliência óssea localizada entre duas vértebras da lombar, da coluna cervical ou torácica.

Essa condição recebe popularmente o nome “bico de papagaio” graças ao formato do osteófito. Confira mais detalhes:

O que é o bico de papagaio?  

O bico de papagaio nada mais é que uma artrose localizada na coluna. O osteófito decorre de um desgaste do disco intervertebral, que deveria absorver e estabilizar os impactos recebidos pela coluna.

Devido ao desgaste, o disco perde sua capacidade de amortecimento e o corpo passa a produzir mais osso como forma de defesa das vértebras, a fim de proteger o local.

Sintomas do bico de papagaio e como pode afetar a sua vida:

Os sintomas do bico de papagaio geralmente se apresentam na forma de dores intensas nas costas ou no pescoço, alteração da sensibilidade, limitação dos movimentos, formigamento nas pernas ou braços e retração da força muscular.

As dores no pescoço e nas costas (a localização exata da dor dependerá da formação dos osteófitos) são as mais comuns, o que leva à inflamação das articulações facetárias e dos músculos do pescoço.

Outras queixas comuns relatadas pelos pacientes são:  

  • Dor lombar ao ficar de pé;
  • Dor irradiada na parte posterior e coxas, nos casos em que a lombar é afetada;
  • Dor irradiada nos ombros, se a coluna vertebral for afetada.

Os sintomas da doença podem, ainda, ser agravados pelos movimentos realizados ao longo do dia. E, muitas vezes, é recomendado o repouso para aliviar a dor, principalmente nos casos em que as raízes nervosas são comprimidas durante movimentos específicos da coluna.

Como exemplo da influência exercida pelos movimentos, é possível citar que os sintomas típicos de bico de papagaio lombar (ou osteofitose lombar) tendem a melhorar consideravelmente quando a pessoa flexiona as costas para frente, como se estivesse se inclinando sobre um carrinho de compras, já que esse movimento é capaz de aliviar a compressão entre as aberturas disponíveis nos forames, de onde saem as raízes nervosas.

Como o bico de papagaio costuma afetar a vida dos pacientes?

A osteofitose costuma se manifestar, majoritariamente, em pessoas acima dos 50 anos de idade, e a principal causa é o desgaste natural que ocorre no disco intervertebral ao longo do tempo. Por outro lado, em menor escala, o bico de papagaio também pode afetar a vida dos mais jovens.

Obesidade, sedentarismo, má postura, predisposição genética e traumatismos na coluna são razões que vão além do envelhecimento e estão entre as possíveis causas da doença.   Tratamento para o bico de papagaio

O bico de papagaio pode ser tratado de algumas formas.  

Na maior parte dos casos, o médico ortopedista é o responsável por administrar os medicamentos corretos, que podem ser anti-inflamatórios e analgésicos, além de sessões de exercícios específicos para a musculatura da coluna.

Por outro lado, casos mais graves podem demandar intervenção cirúrgica.

Saiba mais sobre ortopedia e o trato de doenças da coluna

O site do Hospital Santa Cruz possui todas as informações sobre tratamentos de ortopedia para dores e problemas na coluna, além de contar com amplo acervo para quem deseja saber mais sobre saúde e bem-estar de modo geral.

2 Comentários. Deixe novo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu