Arritmia Cardíaca: entenda de forma geral

Categoria: Sem categoria

Entenda o que é a arritmia cardíaca, seus principais sintomas e como a cardiologia pode intervir para a resolução do problema.

Os termos “palpitação” e “disritmia” são nomes populares dados à arritmia cardíaca, que representa uma alteração nos batimentos cardíacos.

Quando o coração bate de forma lenta, é dado o nome de bradicardia. Caso o batimento seja muito rápido, o problema é chamado de taquicardia.

O que é e como age a arritmia cardíaca

A arritmia nada mais é que uma anormalidade no ritmo do batimento cardíaco. Quem sofre desse mal pode sentir um leve incômodo ou até mesmo bastante desconforto com a mudança na cadência, além de poder experienciar a sensação de “falta” ou interrupção dos batimentos.

O problema pode ser sentido tanto no tórax, quanto no pescoço ou na garganta.

As arritmias podem ser menos abrasivas, causando apenas um desconforto, ou extremamente perigosas, quando conferem risco de morte súbita.

A doença pode levar o coração à incapacidade de bombear sangue suficiente para manter o funcionamento do corpo, o que causa infarto.

A fibrilação atrial é a arritmia considerada mais comum. Acontece quando os átrios enviam estímulos de forma rápida e desorganizada, provendo um ritmo irregular.

Como consequência, os batimentos ficam irregulares, não possibilitando que o sangue circule normalmente, como deveria. O problema tende a piorar com o avançar da idade, podendo gerar a formação de um trombo.

Sintomas da arritmia cardíaca

Os sintomas da arritmia costumam aparecer de forma repentina, e da mesma forma tendem a desaparecer, voltando depois.

Esses sinais podem aparecer tanto em pessoas que já possuem alguma doença no coração, como em quem tem um coração saudável. Os sintomas mais comuns são:

  • Dores no peito;
  • Falta de ar;
  • Palidez
  • Tontura;
  • Desmaio súbito;
  • Palpitações;
  • Sentir o coração lento ou acelerado;
  • Ansiedade;
  • Excesso de suor.

Como a cardiologia pode ajudar e oferecer tratamento

Atualmente, a cardiologia conta com diversos tipos de tratamento para arritmia cardíaca, sendo que a orientação para o melhor a ser seguido deverá partir do médico cardiologista. Os principais tratamentos são:

  • Medicações: Existem diversas drogas que podem ser indicadas para o tratamento das arritmias. Algumas são utilizadas para deixar o ritmo das batidas normal, outras para controlar a frequência cardíaca, enquanto determinados medicamentos são capazes de diminuir a formação de coágulos no coração;
  • Cardioversão elétrica: Se trata de um tipo de choque elétrico que é aplicado no tórax com o intuito de restaurar o ritmo saudável do coração. É uma técnica utilizada, majoritariamente, frente a falhas da medicação ou quando a doença já avançou para um caso mais grave;
  • Cirurgia cardíaca: As intervenções cirúrgicas geralmente são indicadas para corrigir arritmias mais graves e tratar outras doenças no coração;
  • Ablação por cateter: É aplicada uma cauterização via radiofrequência no tecido cardíaco responsável pela arritmia. O procedimento é realizado por meio de cateteres no coração;
  • Implante de marcapasso: O principal intuito do implante de marcapasso é regular os batimentos do coração, o que acontece por meio do estímulo elétrico do aparelho.

Saiba mais

O ​Hospital Santa Cruz fornece todas as informações referentes aos tratamentos de cardiologia​  para arritmia cardíaca e outras doenças do coração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu